segunda-feira, março 12, 2007

(In) Expressão Cultural


















































Alguém ajuda a perceber para que serve o quiosque “Oficina de Expressão Cultural”, plantado à entrada do Parque Manuel Braga.
Esta é a imagem da expressão cultural da cidade?
Óptimo cartão de visita.

3 comentários:

Caracol disse...

Xiiiiii .... é forte este post!
Continua Denúncia! Há que mostrar a realidade!

Anónimo disse...

Pois claro! Coimbra é avant-garde. As fotografias não deixam margem para dúvidas. Trata-se de uma instalação ready-made. Pena não estar assinada a obra. Aconselho os serviços culturais da Câmara Municipal a colocarem no roteiro turístico. É que este museu nem precisa de estar aberto, nem empregados... talvez fosse bom colocar uma memória descritiva numa janela. Não me importo de a fazer...
ricardo pankas

Inko Rigível disse...

Boa Pankas!...
Ready mades, artistas "emergentes", brutos oportunistas agarrados ao tacho, engenharia de curriculos de luxo, livros de "capadura" (é capadura ou capa dura que se diz?) com "obras" contemporâneas para deitar areia para os olhos do pagode, em Coimbra É MATO!...
.
Depois temos as iniciativas foleirono-suburbanas e popularóides do "faz tudo", a sucursal de Serralves a apanhar pó, aquela sucursal dos "amigos do Porto" que trabalha há anos no Gil Vicente, os "estáticos muy selectos" do CAPC (uma coisa que ninguém sabe onde é), o bigodaças dos milhões que dá porrada em todos (excepto os que lhe derem muito caroço,para fazer coisas milionárias com "amigos" de Paris, New York e... Gulbenkian) aquela senhora eminentemente parda (e pálida) de sorriso amarelo retorcido que manda nos museus todos de Coimbra vai para 50 anos, a universidade esse prodígio esfíngico, recheado de pitonisos e pitonisas, de sumidades trágicas e de autofágica endogamia...
COIMBRA ESTÁ NA MODA, EM SUMA...