segunda-feira, janeiro 22, 2007

TAGV censura TEATRO em MOVIMENTO

















A direcção do Teatro Académico de Gil Vicente censurou o espectáculo, já programado há meses, “Sós em Miami” da companhia de Bragança TEATRO em MOVIMENTO.
A peça conta a experiência de 5 cubanos julgados em Miami e procura sensibilizar para um problema actual, EUA versus Cuba.
Pelo seu conteúdo, alegando que o texto da peça era “DEMASIADO PANFLETÁRIO”, o TAGV resolveu censurar o espectáculo. O palco vai ser o Auditório do IPJ, nos dias 27, 28 e 29 de Janeiro, pelas 21.30H. O b/DC não vai faltar e convida todas as pessoas a assistirem a esta CENSURA do TAGV.
O TEATRO em MOVIMENTO é uma companhia de descentralização teatral, criada em 1980. Ao longo do seu percurso fizeram espectáculos em todo o continente português, todas as ilhas da Região Autónoma dos Açores, Espanha, França, Bélgica e Suiça, num total que ultrapassa os cinco milhares de espectáculos.
São responsáveis, desde o seu início, pela organização do Encontro Internacional de Teatro de Torre de Moncorvo, que terá a sua 9ª edição em 2007.
São os criadores da Mostra Internacional de Teatro de Bragança, Festival Internacional de Marionetas, Festival de Teatro Português de Macedo de Cavaleiros e Festival de Artes de Pombal de Ansiães.
Marcaram presença em alguns dos mais destacados festivais de teatro de Portugal, tais como Festeixo, FITEI, Festival de Portalegre, Noites da Nora, Folia, Festival de Teatro Português em França, Festival de Teatro Português na Bélgica, entre outros.

1 comentário:

Maria do Rosário disse...

Talvez fosse interessante fazer o exercício de ir ver este espectáculo ao IPJ para se tentar ver o "grau" panfletário de que o mesmo estará imbuído e daí retirar ilações. Não quero imaginar que a Direcção do TAGV tenha "censurado" sem ter argumentos válidos para tal. Gostava de saber se o TAGV fez alguma comunicação pública sobre o assunto. Fez? Devia fazê-lo? Ou nem sequer mereceria explicação? Assim, mesmo sem estar mais informada, pois de facto sobre esta matéria só neste blogue li algo, há algo de perturbador neste assunto.